sábado, 28 de fevereiro de 2009

Jô querida,

o link do desfile MODA E LITERATURA/2009 :

http://www.youtube.com/watch?v=PmZHlr70Q8c


valeria vasques ( participante do projeto 2008 com o look Vestido de Noiva)

EXPOSIÇÃO: Acessórios: Moda & Cinema

Croquis da coleção de Layla e Luciana
A pesquisa é muito importante para o desenvolvimento da coleção.
Informção, repertório, dedicação

Quando se faz com amor tudo acontece, o universo conspira...e sai do papel para a realidade.

O criador e sua criatura...
FOTO DO EDITORIAL DE LAYLA E LUCIANA
ABAIXO A EXPOSIÇÃO MONTADA NA LIVRARIA CULTURA



Fotos da exposição - Roupa de Layla Marques e Luciana
Editorial Delicadeza - uma flor particular

Editorial Delicadeza - uma flor particular
Fotógrafo: Alexandre Perroca
Acessórios, Stylist e Produção de Moda : Luciana Cordeiro Garcia e Luciana Rocha Becari

CURSO DE MODA – FMU
Diante da crescente demanda de mercado na área de criação e desenvolvimento de calçados e bolsas, o curso de Moda do Centro Universitário UNIFMU organizou há algum tempo a disciplina de Acessórios, que faz parte da grade curricular do curso.
Em 2008 formou sua primeira turma focada para a Criação em Acessórios que faz parte da habilitação de Criação em Moda.

Várias áreas da cultura e do conhecimento foram alicerces para os temas de inspiração para os alunos, como: “Maracatu”, “Cinema”, “Dança”, “Artes Plásticas”, Cultura Étnicas, entre outras várias referências.
Sob orientação da docente Dhora Costa, os alunos criaram coleções arrojadas e com design diferenciado para sapatos e bolsas. Apresentam uma ampla pesquisa na utilização e aplicação dos materiais, na cartela de cores e estampas, além do diferencial no design e formatos dos saltos, fivelas e acabamentos, elementos chaves desenvolvidos em cada coleção.
Ao o Curso de Moda da FMU expões 28 criações dos alunos formandos de 2008, entre modelos diferenciados de sapatos, sandálias, botas e sapatilhas.
Acompanhando a exposição dos acessórios a escola apresenta também 07 look´s que tiveram como fonte de inspiração algumas obras cinematográficas.
Exposição: “Acessórios – Moda & Cinema – formandos Criação em Moda FMU/2008”
De: 28/02 a 27/03/09
Local: Livraria Cultura - Market Place Shopping Center
Av. Chucri Zaidan, 902 - São Paulo/SP

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

TROCA DE CONHECIMENTO: AGREGAR INFORMAÇÕES

Prof. Jô


Estou fazendo um trabalho de pesquisa para a matéria do prof. Scod eachei alguns sites interessantes:

Museu vitual de calçados: http://www.virtualshoemuseum.com/vsm/index.php
museu virtual de tecido : http://www.powerhousemuseum.com/electronicswatchbook/


Espero poder contribuir.

abraço,

Quésia ( aluna do primeiro semestre da graduação de moda

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

INFORMAÇÃO DE MODA: FASHION V SPORT

“Fashion V Sport” é o nome da exposição itinerante que está patente até ao dia 31 de Maio na Walker Art Gallery, em Liverpool.

“Fashion V Sport” explora a relação entre a moda contemporânea e as marcas de sportswear ao longo dos últimos 20 anos. A mostra encontra-se dividida em quatro secções - Dare, Display, Play e Desire – guiando os visitantes através de uma série de estilos, peças de vestuário e objectos que revelam os factores de interligação entre a moda e o desporto.
Dare olha para a moda contemporânea e mostra como o sportswear é frequentemente visto como uma parte essencial do guarda-roupa contemporâneo. Display e Play destacam a rua como o espaço crucial onde o sportswear é usado como moda. Desire apresenta exemplos de campanhas publicitárias de grandes marcas de moda protagonizadas por personalidades do desporto, como David Beckham e David James para Armani.

Exibindo cerca de 50 coordenados e 120 objectos, incluindo sportswear contemporâneo, streetwear, acessórios e sapatos, “Fashion V Sport” reflecte a convergência entre a moda e o desporto, mostrando como os designers se inspiram em cada uma dessas áreas para alcançar o êxito tanto nas passerelles como na área do vestuário desportivo. Salienta as colaborações entre designers conhecidos como Stella McCartney com grandes marcas desportivas como a Adidas e ilustra a popularidade do sportswear como statement de moda. Dá também a conhecer como alguns designers como Dries van Noten e Vivienne Westwood retrabalham peças-chave do sportswear e as transformam em artigos de moda must have.A exposição é organizada pelo Victoria and Albert Museum (Londres).
Publicada por ASSOCIAÇÃO MODALISBOA

SITE INTERESSANTE PARA PESQUISA: CAMPANHA LEE “MAKE HISTORY” CHEGA AO FIM

Fazer história. Foi esse o desafio lançado pela marca Lee em Janeiro de 2007 com “Make History”, uma campanha publicitária única que tinha como objectivo estabelecer um diálogo com a sociedade através da publicação de relatos genuínos, narrados pelas palavras e fotografias dos seus intervenientes.
Mais do que uma campanha publicitária, “Make History” tornou-se uma ferramenta de expressão pessoal. Ao longo destes dois anos, foram publicadas centenas de histórias reais, que retratam temas e culturas distintas, diferentes personagens e ambientes, lutas e derrotas, cenas de vida e de morte, de negação e de triunfo, de contentamento e de tristeza, de amizade e inimizade. Foram submetidas mais de 16.000 fotografias, provenientes de 90 países diferentes.
No site http://www.makehistory.eu/ foram publicadas cerca de 2000 fotos e as melhores histórias integraram a campanha da marca nas principais revistas mundiais.“Make History” chega agora ao seu momento final: o concurso terminou e a fotografia vencedora será anunciada na próxima quarta-feira, num evento que decorrerá durante a Semana de Moda de Milão.

A selecção das 101 fotografias finalistas foi publicada no site da campanha e o vencedor será escolhido por um júri constituído por: Veronique Kolasa (Le Book), Carla Sozzani (Galleria Carla Sozzani), Terry Jones (i-D Magazine) e Frank Kalero (Ojo de Pez). O autor da foto vencedora receberá um prémio de 50 000 euros.Entre 25 de Fevereiro e 9 de Março, a Revel Gallery, em Milão (Via Thaon De Revel 3), exibirá todas as fotografias. Será também produzido um catálogo com as 101 melhores histórias, que posteriormente será distribuído pelas várias lojas Lee em todo o mundo.“Make History” superou todas as expectativas iniciais e tornou-se um marco. Assim, a Lee decidiu lançar uma segunda edição da campanha no próximo mês de Março.
Prepare-se para exprimir a sua individualidade e submeter as suas fotografias em http://www.makehistory.eu/

SITE INTERESSANTE: “Claydies and Gentlemen”.




As designers / ceramistas dinamarquesas Tine Broksoe e Karen Kjaeldgaard-Larsen, do atelier de design Claydies, criaram uma curiosa colecção de taças em faiança modeladas à mão, denominada “Claydies and Gentlemen”.Cada taça tem uma forma e uma cor únicas e é inspirada num corte de cabelo particular.Com diferentes personalidades, as peças mudam de função consoante são colocadas numa mesa ou na cabeça.Saiba mais sobre este projecto em http://www.claydies.com/


terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

PESQUISA, CRIAÇÃO E ESTILO I

Anos 20 - Louise Broocks


Queridos alunos de PCE I,
Por favor, anotem na cabeça: Moda é cultura e informação. Então, não se faz uma coleção interessante, sem pesquisa... As referências estão na literatura, nos filmes, nos movimentos artísticos, nas ruas, nas músicas, nos jornais e nas leituras diárias do mundo, mas é preciso saber decodificá-las...para não sermos engolidos.


Clipagem Quinta-feira - 10/01/2008


Mix de literatura e moda esquentam o inverno da Cantão.
A Cantão mostrou seu inverno 2008 no Fashion Rio com um conceito superamarrado. A literatura, que inspira a coleção, foi levada até a concepção da passarela, com livros brancos empilhados.Uma atmosfera de leitura e de viagem ao mundo das palavras colocadas na silhueta da década de 70, mix super engajado no conceito teen da marca.
Dentro dessa trilha, vale destacar os vestidos longos com coletes jeans envernizados, assim como toda a linha de jeanswear da coleção, as calças jeans coloridas, o macacão modelo soltinho bem setentinha e o vestido com manga ciganinha.A sarja também ganhou esse efeito envernizado deixando em dúvida os consultores e jornalistas se o casaco que passava na passarela era em couro ou não. Bacana esse jogo de pesquisas tecnológicas. Vale enfatizar: o jogo de xadrez, as bolsas e mochilas inspiradas em Lampião e Maria Bonita, a estampa suave inspirada em Alice no país das maravilhas e o jaquard de palavras em vestidos curtos estilo casacão. E finalmente a estampa étnica hiper colorida em vestidos fofos que tiveram um detalhe bastante curioso, palas de verniz dando um ar moderninho à década de 70.

Assim, a literatura não "entra" e "sai" de moda...ela sempre está na moda. Ou vc acha que inspiração brota???

Dia 16.07, às 19h, a passarela do SPFW será tomada pela literatura. Ronaldo Fraga vai apresentar sua coleção A cobra: ri – uma história para Guimarães Rosa, que aproveita a data comemorativa de cinqüentenário da publicação de Grande sertão: veredas.
Fraga já havia se inspirado em outro escritor mineiro, Carlos Drummond de Andrade, para a sua coleção de inverno 2005. "Moda e literatura são dois instrumentos para escrever, contar a história", ele explica, "nunca me lembro que eles eram mineiros. O meu grande interesse é pela universalidade e atemporalidade do que foi construído por eles". A idéia começou em um trabalho recente do estilista para a Secretaria de Cultura de Belo Horizonte, quando ele mergulhou no tema – e acabou se transformando no foco do verão 2007.


Ariano em Três Tempos é o tema do desfile, que homenageia o grande dramaturgo nordestino e o xilogravurista Jota Borges, considerado, por Ariano, o maior artista popular de todos os tempos
No dia 1º de junho, o Senac lança 43 novos estilistas, num desfile de moda que homenageia o autor do Auto da Compadecida, Ariano Suassuna, e Jota Borges, o famoso xilogravurista de Bezerros, considerado por Ariano o maior artista popular de todos os tempos. O tema do desfile é Ariano em Três Tempos. As 86 peças criadas pelos alunos concluintes do curso de Estilismo, do Centro de Moda e Beleza (CMB) do Senac, foram inspiradas na vida e na obra de Ariano e desenvolvidas a partir de elementos característicos do Movimento Armorial, especialmente as xilogravuras presentes na literatura de cordel. Os alunos realizaram um estudo de pesquisa para criar as peças e, assim como Ariano, buscaram a origem da xilogravura no Oriente, passando pelo final da Idade Média até chegar a sua versão nordestina, nas ilustrações dos cordéis.


FIGURINO
Vestuário é o conjunto de peças de roupas que se veste.As 3 grandes áreas do vestuário são:

FIGURINO, INDUMENTÁRIA E MODA.
O QUE É FIGURINO

Figurino é parte da construção do personagem por intermédio do corpo da (o) atriz/ator. Sem o personagem não existe figurino. Sem o corpo não existe a roupa. E sem o corpo do ator não existe o personagem com seu figurino. Esse corpo não é o corpo anatômico, passivo, mas um corpo histórico e psiquicamente constituído por seu pertencimento a um local, a um tempo e a um grupo.Figurino é o traje usado por um personagem de uma produção artística.Cada época tem um padrão de corpo predominante. O figurino tem como suporte o corpo do ator que, necessariamente, traz em si elementos desse padrão. As mesmas medidas não determinam a adequação de um figurino, porque este figurino se soma ao que o ator tem de singular, ou seja, à maneira particular que o ator encarna, ao mesmo tempo, o padrão, que é mais amplo, e o figurino, que é específico. Figurinista- é o profissional que idealiza ou cria o figurino de diversos personagens de uma produção de cinema, teatro ou vídeo. Quase sempre as pessoas confundem a profissão de figurinista com a de estilista, embora só tenham em comum o fato de lidar com roupas. O estilista deve criar tendências para a moda, sempre comprometido com a estética e com a indústria de roupas. O figurinista não tem esta obrigação, mas a roupa que cria deve contar uma história, a história de quem está vestindo. Nada impede que um figurinista elabore desfiles ou um estilista faça figurino de um filme, como foi o caso do figurino masculino do filme Os Intocáveis, que foi criado pelo estilista italiano Giorgio Armani.O Figurino tem que revelar muito dos personagens, para elaborá-lo, o figurinista deve levar em conta uma série de fatores como a época em que se passa a trama, o local onde são gravadas as cenas, o perfil psicológico dos personagens, o tipo físico do ator e as orientações de luz e cor feitas pelo diretor de arte. Um(a) figurinista precisa ter uma boa formação cultural e acadêmica. Nos Estados Unidos, na França e Itália o figurino está diretamente ligado ao designer e à comunicação visual e existem cursos específicos para a sua formação. No Brasil a profissão está longe de ter o reconhecimento que merece e são poucos os cursos que existem.Cabe ao figurinista compor, através da combinação entre as roupas, adereços, cabelos e maquiagem, o tipo (estilo) que melhor convém ao personagem e estabelecer um código de representação que não, necessariamente, mantenha vínculo com a realidade.Existe uma grande distância entre o realismo cênico e a verdade histórica. É preciso associar os materiais pertinentes ao espírito das personagens, jogando no figurino sua atmosfera simbólica e psicológica. A verdade do "Eu" interior, traduzindo assim, a sua relação com o exterior.Figurinista é aquele que vai vestir os personagens de um determinado texto dramático, uma determinada história, sempre para localizar tempo e espaço e algumas vezes, marcar características psicológicas de uma determinada personagem.Diferente de moda, que produz em série, o figurino é sempre exclusivo.Os materiais que se utilizam, são os mais variados possíveis, e nem sempre estão comprometidos com a durabilidade e realidade. Aliás, o bom figurino, é aquele que consegue passar a idéia de um material nobre com recursos muito simples. Podemos observar este trabalho no cinema, no teatro, nos shows, no carnaval e em muitas outras festas populares.O que é preciso aprender para se tornar um figurinista?Ser figurinistacomeça na compreensão de um texto que um tem um formato dramatúrgico, que é diferente na sua estrutura e na sua leitura, pois não é um conto, nem um romance, que temos o costume de apreciar.A formação específica, ajuda imensamente na sistematização, na metodologia e na reflexão, que é essencial para se relacionar com o seu ofício .
Na TV, temos profissionais vindos das escolas de moda, formação mais dinâmica, no campo do vestuário, especializadas em modelagem, o fazer técnico das roupas e novas tecnologias têxteis, contudo sem formação no contexto teatral cujo caracter é o ponto de partida essencial do figurino.Para ser figurinista , quais as melhores dicas?Desenho da figura humana ,suporte do figurinista, onde ela imprime sua marca, seu diferencial.Beber de todas fontes de aprendizado: filmes de época, peças teatrais, livros de arte. Saber ver e contemplar as coisas a sua volta, como as pessoas nas ruas, as tribos urbanas com suas diferentes formas de comportamento etc.Disponibilizar ferramentas atuais, como computador e a Internet. Enfim, ligar-se no mundo, viajar circular...Globalização significa que você pode desenvolver o seu trabalho em qualquer parte do mundo e ter o poder da universalidade. "Fale de sua aldeia, e falarás ao mundo".
O QUE É INDUMENTÁRIA
É o uso do vestuário em relação a épocas e povos.A indumentária estuda todas as roupas anteriores ao surgimento da moda no Ocidente.Assim, a chamada Pré História, toda antigüidade oriental e ocidental, as fases da Idade Média, compõem o campo da Indumentária. Uniformes profissionais e militares também. Ou seja: todas as roupas em que o aspecto objetivo de seu uso, determina formas, cores, materiais, acabamentos, etc.
O QUE É MODA
Na MODA a subjetividade tem domínio sobre todo o processo de criação. Mesmo considerando o alto investimento feito pelas grandes empresas têxteis, e todo planejamento antecipado, que chega a 2 anos. "A moda é efêmera e passageira. O estilo é eterno", como disse Chanel.

O QUE É ROUPA-POÉTICA
É a simbiose entre: figurino e moda. É o discurso das leituras da obra/livro/texto que será interpretada e sintetizada em 3D.
É a organização de um conceito, concretização e junção de idéias: subjetivas, diferentes, poéticas e reais. A roupa-poética é a metafóra da obra lida, re-lida, apaixonada, distanciada...envolvida.

Moda é paixão e envolvimento.
Então, começem já o projeto. Boa Sorte!!!

domingo, 22 de fevereiro de 2009

AS CONSTRUÇÕES IMAGÉTICAS PARA TODOS OS ALUNOS

QUERIDOS ALUNOS DE MODA:

“Ler uma imagem seria, então compreendê-la, interpretá-la, descrevê-la, decompô-la e recompô-la para apreendê-la como objeto a conhecer. Uma imagem, ao contrário de um texto, propicia uma infinidade de leituras devido às relações que seus elementos sugerem.”

Pillar, A. D. ; Barros, A. e Amaral, A. (1993). Pesquisa em artes plásticas . Porto Alegre: UFRGS/ Associação Nacional de Pesquisadores em Ates Plásticas (ANPAP).

Como montar as suas construções imagéticas.

O importante é que a imagem final seja original ( ou tente ser) além de conter visualmente uma narrativa, ou seja, um texto visual.

  • Equilíbrio nas cores, forma, composição e relação com o tema
  • As partes devem compor o todo da imagem
  • Não fragmentar e separar as imagens coletadas na página - encaixar forma e conteúdo
  • Harmonizar os elementos -Menos é mais!
  • Ter foco e objetivo definidos
  • O que desejo apresentar na minha imagem?
  • A partir do estudo dos aspectos histórico-sociais do tema e do elemento de inspiração , o aluno escolhe uma imagem fixa, procedendo a sua leitura
  • A informação imagética organiza-se em um conjunto pré-estabelecido
    de escolhas, possíveis - links de inspiração
  • Servimos a imagem - somos voyeur da imagem de moda - veja o site: http://www.bigspaceship.com/archive/hbovoyeur/
A partir de fragmentos coletados de diversas imagens( repertório), vc monta um quebra-cabeça imagético. Vc pode achar sem sentido, mas existe um sentido que já começa pela escolha das imagens.
Volte a ser criança, experimente, tente, cole, corte, costure as imagens...elas são frutos do seu aprendizado, crescimento pessoal e profissional.
Então, Encontre um lugar silencioso
Junte ao seu lado várias revistas de MODA !( bem escolhidas)
Começe a recortar...os fragmentos que chamaram a sua atenção depois, organize todos as imagens...pense na imagem(ns) geradora(s) de inspiração ( filme, texto, poema, foto).

Tente organizar um pensamento, um sentimento, uma sensação.algo chamou a atenção dos seus sentidos?Cole com carinho, detalhes, como se estivesse bordando...
Então, ficou bacana? Vou escolher em sala as melhores.

Salve em 300 dpi /JPG e vamos postar aqui no blog com um pequeno texto. ( para todos os alunos as escolhidas em sala de aula).

veja o link abaixo enviado por Didi...( ex-aluno da FMU).
http://www.polyvore.com/

Celebrity Styles- procure

sábado, 21 de fevereiro de 2009

MODA ESTILO CONTEMPORÂNEO: Art Déco

23/01

Entenda o que é Art Déco, movimento que vai chegar no seu guarda roupa.

Em ano da França no Brasil, art déco é o principal movimento a influenciar a moda do inverno 2009.

Art Déco (abreviatura de arte decorative) mistura elementos de outros movimentos dos anos 20: futurismo, construtivismo, Bauhaus e cubismo. Altamente formalista e rígido, é baseado em linhas planejadas e concisas. Também é considerado o movimento mais estiloso (e fresco!) do modernismo, tendo como fontes as culturas africana, egípcia e asteca.

Este momentinho wikipedia fashion (vai ter mais daqui a pouco) acontece aqui porque todo mundo que é fashion hoje precisa, tem, necessita, saber definir Art Déco. Isto porque coleções de inverno de Reinaldo Lourenço, Cori e da Maria Bonita, e outras mais sutilmente, trazem referências diretas do movimento que é o grande símbolo do aquecimento da economia americana pós Primeira Guerra. O movimento Déco, assim como as coleções que se inspiraram nele, é altamente luxuoso e muito enfeitado.

Na arquitetura, os grandes símbolos do Art Déco são os edifícios Chrysler e o American Empire Estate. No Brasil, temos a maior estátua Déco do mundo, Cristo Redentor, no Rio (as linhas geométricas definem o estilo). O Cristo foi feito pelo francês, Paul Landowski. É chic. Seus principais materiais são o alumínio, aço, couro de jacaré e de zebra. Aleksandra Ekster, pintora russa, e Waylander Gregory, escultor americano, são nomes importantes assim como os dos arquitetos Walter Gropius e William Van Alen.Na história da moda, a francesa Sonia Delaunay é quem criou as primeiras roupas no estilo.

O que você vai usarLamê é um dos tecidos usados para traduzir o Déco nas roupas. As cestarias e macramê de Reinaldo Lourenço também. Danielle Jansen e Maria Bonita usaram patches geométricos nas cores cinza, marrom e bege. Na Cori, as bijus de Guto Neves são a melhor tradução do movimento.Não só aqui o movimento que completa 100 anos de existência influencia o guarda-roupa. Em Nova York, as grifes Abaete, Temperlay, Naeem Khan são algumas, entre tantas, que propõe looks com influencia Déco.
Daqui a pouco no ar, minha listinha básica dos hits das passarelas do SPFW.

Alexandra
http://www.moda.ig.com.br/colunista

ESTUDOS DO CORPO: "O corpo tem alguém como recheio"



GRUPO CORPO

QUASAR

GRUPO CORPO

ESTUDOS DO CORPO: OPUS CORPUS

A primeira página do site Opus Corpus

http://incubadora.fapesp.br/sites/opuscorpus/

Cujo desenvolvimento contou com o apoio da FAPESP, abre com a imagem de um ovo rodeado por cabelos dourados. Com um clique no mouse você quebra a casca do ovo e o homem renascentista aparece em sua plenitude. "Eu queria começar com um óvulo humano", diz Stéphane Malysse, pesquisador que fez do site o seu pós-doutoramento em multimeios e artes no Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). "No final achei que um ovo de galinha num ninho de cabelo humano loiro iria despertar mais curiosidade. Ao mesmo tempo, seria uma metáfora da visão do corpo como ficção cultural."

A idéia de fazer um pós-doutoramento cujo resultado seria veiculado num site incentivou Malysse a ir mais longe, cruzando referências bibliográficas com a própria pesquisa, procurando sons e imagens para passar sua idéia. "Com a Internet ficou fácil escrever com imagens", diz o pesquisador. Como todo o trabalho é baseado numa antropologia visual do corpo, o resultado é uma colagem caleidoscópica de textos, sons e imagens.
Para montar esse quebra-cabeça visual, Malysse utilizou os conceitos do filósofo francês Gaston Bachelard. "O amor é a primeira hipótese científica para explicar a reprodução objetiva do fogo e, antes de ser o filho da madeira, o fogo é o filho do homem", escreve Bachelard num trecho utilizado na seção "fogo" do site. "Entrando no Opus Corpus aparece o Mundo Corpus, o mundo visto como uma multidão dos trópicos do corpo, como a proliferação das representações antropológicas do corpo."

O contato de Malysse com a antropologia visual e corporal começou em seu país de origem, a França, onde estudou a higiene corporal da classe média em Paris. "Foi aí que entendi que a antropologia do corpo e a antropologia visual estavam intimamente ligadas, pois o corpo era vivido como uma imagem, como uma projeção." Esse foi o ponto de partida para que ele começasse a recolher imagens, textos e referências sobre o assunto. Já no Brasil, Malysse estudou a cultura das academias no Rio de Janeiro. E o resultado desses anos de pesquisa é o site Opus Corpus. "A relação entre corpo, arte e ciência é infinita. Matéria-prima da arte ao longo dos séculos, o corpo nunca deixou de serreinventado pelas artes. Do lado das ciências humanas, o corpo se tornou também um foco privilegiado para estudar as diferenças culturais", conclui o pesquisador.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Alunos de Estudos do Corpo e Pesquisa, Crição e Estilo:


PESQUISA CRIAÇÃO E ESTILO : Luxo e imponência para o Inverno 2010

17/02 - G-Star Raw G-Star é sinônimo de luxo quando o assunto é Denim. E não há quem discuta isso. A grife não abre mão das matérias-primas de qualidade e do design sofisticado, e pensando no consumidor final, sempre foca no lado funcional dos seus produtos. Na passarela, a música clássica tocada, ao vivo, em dois pianos foi o pano de fundo para o desfile.

O ar imponente, típico das peças G-Star, está mais presente do que nunca no Inverno 2010. Smokings, coletes, terninhos, capas e casacos aparecem com acabamentos impecáveis em tecidos de alfaiataria, couro, Denim ou em tecido felpudo (que lembra um tapete). As golas são exageradas e algumas voltadas para cima, como se fossem um escudo protetor.


Nos bottoms, muita calça com modelagem cenoura (para homens e mulheres) dando volume nos quadris. Mesmo as com modelagem mais secas ganham certo volume com o amassado do próprio tecido. O jeanswear, carro-chefe da G-Star, começa a se render às "tendências" e não apenas à identidade da marca. Sim, os jeans brutos continuam na coleção, mas agora aparecem com modelagens mais inovadoras como a saruel e jodhpur, em versões mais largas do que estamos acostumados. A grande novidade são os vintages, que invadiram de vez a coleção da grife. Aparecem em lavagens claríssimas e em modelagens saruel para eles e boyfriend para elas. Na platéia, o brasileiro Rodrigo Santoro prestigiou a G-Star ao lado dos também atores latinos Demian Bichir e Santiago Cabrera.
Por Marcia Kimie Fotos: Divulgação - Cortesia Mercedes-Benz Fashion Week

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

PRODUÇÃO DE MODA III- 2008

VEJAM O EDITORIAL DAS ALUNAS DA FMU - 2008

queridos....
Olá publicaram nosso ensaio no Site do SPFW
http://www.spfw.com.br/ensaios.php?c=75

Espalhem, os créditos estão no final!
Beijos e parabens!
Daniel

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

PESQUISA, CRIAÇÃO E ESTILO: TAREFA DO CARNAVAL

•Leitura do livro;
•Todos devem ter o livro e trazer na primeira aula carnaval- valendo como participação;
•Decupar trechos do livro;
•Fazer uma construção imagética a partir da leitura em A4 trazer para sala no primeiro dia;
•Coletar informações referentes ao recorte do livro: histórico, personagens ( idade, sexo, características físicas, psicológicas ).
•Quais as fontes de inspiração do livro?
Selecionar imagens, texturas, cheiros.
•Colocar no classificador e trazer no primeiro dia de aula;

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

MODA E ESTILO CONTEMPORÂNEO ( MANHÃ): SEMINÁRIO DE MODA E ESTILO CONTEMPORÂNEO

Acima, um exemplo de como RECORTAR E decupar e colar para apresentar os exemplos dos estilistas do seminário.

Desfile YSL inspirado em Felline 8 e meio

O cinema de Fellini inspirou o visual das modelos de Yves Saint Laurent no desfile da Semana de Moda de Paris. Mais precisamente o filme “8 ½” de 1963. O make up artist Tom Pecheux utilizou o look das atrizes da película para fazer seu mix de modernidade com um toque retro.As modelos pareciam verdadeiras bonecas: lindas e elegantes. No rosto, a base clara deixava a pele uniforme e um pouco de blush fazia a linha nas maçãs do rosto. O destaque ficou para os olhos com um delineador que ultrapassava as pálpebras.Nos cabelos, a hair stylist Julien d’Ys colocou apliques nas meninas para conseguir os penteados esculturais que foram apresentados. O visual foi sinônimo de elegância, algo para guardar e copiar num evento importante à altura de tal sofisticação.

http://wishreport.ig.com.br/?tag=yves-saint-laurent


OS GRUPOS SERÃO SORTEADOS EM SALA DE AULA

18/03 - aula 6
GRUPO1: CHANEL e CORI

Michelle Gomes, Simone Pires, Rubia, Paula e Viviane

25/03 - aula 7
GRUPO 2: ARMANI MASCULINO e RICARDO ALMEIDA


César, Gabriela e Renata

01/04 - aula 8
GRUPO 3:VIVIENNE WESTWOOD e LINO VILLAVENTURA com Michele riveli, Priscila e Stephanie

08/04 - aula 9
GRUPO 4:YOHJI YAMAMOTO e RONALDO FRAGA com Michele Gomes, Tamy e Yasmin

15/04 aula 10
GRUPO 5:JOHN GALLIANO e NEON com Kátia, Luciane e Letícia

22/04 aula 11
GRUPO 6:DOLCE & GABBANA e DOESTILISTA com Bruna Fortes, Mariana Alves e Daniella

    29/04 aula 12
    GRUPO 7:ALEXANDER MCQUEEN e ELLUS

    06/05 aula 13
    GRUPO 8:HUSSEIN CHALAYAN e GLORIA COELHO com Claudiana, Jéssica e Luiza

    13/05 aula 14
    GRUPO 9:NARCISO RODRIGUEZ e ANDRÉ LIMA com Mariane, Renilde e Rúbia

    20/05 aula 15
    GRUPO 10:STELLA MCCARTNEY e OSKLEN com Leonor, Fabiana e Aline

    EXTRA - combinar:

    COMME DES GARÇONS e HUIS CLOS ( EM SALA TODOS)WALTER VON BIERENDONCK- e CAVALERA e CANTÃO (EM SALA TODOS)



    SEMINÁRIO DE MODA E ESTILO CONTEMPORÂNEO
    Duração: 40 minutos do segundo tempo

    Avaliação: Exposição, riqueza na pesquisa, organização, material impresso,

    APRESENTAR EM SALA DE AULA COM DATA SHOW

    ( lembrar a senhor Bosco dois dia antes falar das caixas do som)


    ENTREGAR NO DIA DA APRESENTAÇÃO DO GRUPO:

    UMA CÓPIA IMPRESSA COLORIDA COM ENCARDENAÇÃO E EM CD/DVD COM A APRESENTAÇÃO E COLETA DE INFORMAÇÕES;

    ESQUELETO DO PROJETO IMPRESSO:


    CAPA

    CONTRA CAPA


    PÁGINA UM – DISCIPLINA- CURSO – EQUIPE – MARCAS ANALISADAS


    DIVIDIR O CONTEÚDO IMPRESSO EM MARCAS/ESTILISTAS CONTENDO:


    HISTÓRICO DA MARCA OU ESTILISTA ( TEXTO MINÍMO 2 PÁGINAS PARA CADA MARCA)

    ANALISAR OS LOOKS DOS DESFILES ( ANO E COLEÇÃO) ( TEXTO MINIMO 3 PÁGINAS PARA CADA COLEÇÃO ANALISADA )
    IMAGENS E TEXTOS ANALISADOS DAS MARCAS COM QUALIDADE ( minimo 20 looks de cada coleção)


    BIBLIOGRAFIA/ VIDIOGRAFIA


    OS COLETAR IMAGENS DOS 2 ÚLTIMOS DESFILES (VERÃO E INVERNO) DE CADA MARCA OU ESTILISTA NACIONAL E INTERNACIONAL;

    NACIONAL:

    SPFW VERÃO 2009 ( APRESENTADO EM JUNHO DE 2008)
    SPFW INVERNO 2009 ( APRESENTADO EM JANEIRO DE 2009) ou

    RIO FASHION 2009 ( APRESENTADO EM JUNHO DE 2008)
    RIO FASHION 2009 ( APRESENTADO EM JANEIRO DE 2009)


    INTERNACIONAL:
    Spring 2009 (apresentadas em outubro 2008) ou
    Pre-fall 2009 (apresentadas em janeiro 2009)

    BAIXAR O DESFILE NA INTERNET INTERNACIONAL OU NACIONAL
    NACIONAL TENTAR CONSEGUIR NA ASSESSORIA DA MARCA;

    COLETAR AS IMAGENS DOS LOOKS NA INTERNET, REVISTAS DE MODA ESPECIALIZADAS, SITE DA MARCA. COM BOA RESOLUÇÃO.

    COLETAR INFORMAÇÕES NO PONTO DE VENDA DA MARCA OU ESTILISTA NACIONAL;
    ANALISAR CADA DESFILE:

    QUAIS AS REFERÊNCIAS ( MIX) DOS PERÍODOS HISTÓRICOS ROUPAS?

    SILHUETAS, VOLUMES, COMPRIMENTOS, TECIDOS, TEXTURAS, AVIAMENTOS, ACESSÓRIOS, MAKE, BELEZA, HAIR.

    BUSCANDO SEMPRE UMA REFERÊNCIA DE IMAGEM HISTÓRICA PARA JUSTIFICAR SEU ARGUMENTO CONECTANDO COM O LOOK DO ESTILISTA OU MARCA.

    ( VOU EXPLICAR EM SALA)

    sábado, 14 de fevereiro de 2009

    PESQUISA CRIAÇÃO E ESTILO: MODA E LITERATURA 2009

    o link do desfile é: http://www.youtube.com/watch?v=PmZHlr70Q8c Gisele Nasser optou por um clássico infantil e desenvolveu uma coleção inspirada na Chapeuzinho Vermelho.
    Acima: Gisele Nasser
    A imagem acima: “O essencial é invisível aos olhos”, dizia o protagonista.

    A Triton teve o universo do “O Pequeno Príncipe” de Antoine Saint-Exuperi (inverno 2006).


    Acima: “O Pequeno Príncipe” de Antoine Saint-Exuperi (inverno 2006)


    Ronaldo Fraga “A cobra: ri” inspirada no Grande Sertão Veredas (verão 2007)

    Acima: Ronaldo Fraga “A cobra: ri” inspirada no Grande Sertão Veredas (verão 2007)

    Acima: Ronaldo Fraga trouxe às passarelas Carlos Drummond (inverno 2005)

    Ronaldo Fraga trouxe às passarelas Carlos Drummond (inverno 2005)
    Da literatura para a moda: bolsas homenageiam Machado de Assis e Guimarães Rosapublicado: quarta 03 dezembro 2008 por Janaína Ávila em: Cultura Acessórios Moda Presentes
    E quem foi que disse que a moda é só futilidade? Que nada! Mais uma prova é a nova criação do Ibô Atelier que acaba de lançar uma coleção de bolsas em homenagem aos celebres personagens criados por dois gênios da literatura brasileira, Machado de Assis e Guimarães Rosa.
    As bolsas, inspiradas em personagens como Capitu, Bentinho, Brás Cubas, Diadorim, Riobaldo e o Diabo, são um suporte para a expressão artística de convidados, sejam eles um artista, arquiteto, designer, ilustrador ou grafiteiro. As primeiras bolsas ganharam a assinatura do designer Rogério Fernandes.
    Batizada de “Rosa Machado”, a coleção comemora o centenário de morte de Assis e os cem anos do nascimento de Guimarães, ambos celebrados em 2008. Detalhe especial? As xilografias nordestinas características da literatura de cordel, com imagens de realismo fantástico e religiosidade. Via: L’Officiel BrasilFoto: Blog Ibô

    FILME INÚLTIL - REFERÊNCIA PARA TODOS OS GRUPOS

    site: http://www.stiletto.fr/ ( volumes, texturas, babados)

    Projeto Moda e Literatura 2009 ( internacional)
    e Moda e Cidade ( levar um mapa e anotar o nome e endereços)
    Obras selecionadas ainda em processo de escolha pelos grupos
    Comprar de preferência os livros na Livraria Cultura e guardar o papel de pagamento

    ( deixar com o líder)

    18 looks

    1. O Amante de Margueritte Duras - Editora CosacNaif ( turma manhã) Michelle Gomes, Simone Pires, Rubia, Paula e Viviane. Moda e cidade: Alameda Lorena

    2. Ligações Perigosas ( turma manhã)
    Claudiana Cardoso - líder - Jésica Caran e Luiza Aragusuku
    Moda e Cidade: Vila Olimpia - Itaim

    3. Hamlet ( turma manhã)
    Michelle Líder - Stephane Tomani , Mariane Costa, Maria Renilde, Tammy. Moda e cidade: Bom Retiro


    4. A Insustentável Leveza do Ser ( turma noite)
    Thaissa Santana ( Líder), Mônica Acalá, Priscila Ferreira, Renata Gomes, Vaine Quessi. Moda e Cidade: Os Parques e pontes da cidade.

    5. Um bonde chamado Desejo ( turma noite)
    Vania Carolina líder, PAtricia moises, Letícia de Andrade, Joyce Martinez, Alessandra de Campos, Aline Tassia. Moda e Cidade: Liberdade
    6. Lolita de Vladimir Nabokov ( turma noite)
    Aline Cristina - líder- Amanda Gimenes, Maiane Rosa, Raphaela Saiki, Rebeca Maia. Moda e Cidade: O graffiti na cidade de SP

    7.Orgulho e preconceito ( turma manhã)
    Katia Zancra, Leticia Solér, Luciane, Bianca, Yasmini
    Moda e Cidade: Av. Paulista

    8. O garoto de pijama listrado ( turma noite)
    Ingrid Kelly, Vania Brito, Vanessa Braga, Nátalie Emanuelle. Moda e Cidade: Oscar freire ( pela Rebouças)

    9.Laranja mecânica ( turma manhã)
    Leonor - líder - Fabiana Amorim, Priscila Severino, Aline Sargasti, Daiane Ribeiro. Moda e Cidade: Itaim
    10.Morte em Veneza ( manhã)Gabriela Lopes Líder - Mariana Alves, Danielle Novoa, Renata Ciaramicoli, Tati, Cezar. Moda e cidade: Av. Paulista ( Consolação)

    11.Budapeste ( noite)Bruna Ayane, Priscila De Mileie, Raquel Garcia, Rafaela Peres ( líder), Tathiana Ferraz. Moda e Cidade: Teodoro Sampaio
    12. As Horas ( noite)
    Débora Eusébio líder - Cyntia Nakasuga, Laís Shneide, Camila Carina, Célia Maria, Débora Eusébio. Moda e Cidade: Bom retiro
    13. O Perfume ( turma Noite)
    Ariadne Sanches - lider- Endily Sanches, Jéssica Harumi, Liliane Pires, Patricia Kenik. Moda e Cidade: Oscar Freire ( pela 9 de julho)
    14. Ensaio Sobre a Cegueira ( turma noite)
    Ana Bueno - líder - Mariane Bellanda, Miguel Jr, Miriam, Tânia. Moda e Cidade: Liberdade

    15. Penélope (turma noite)
    Bruna Furlan - líder, Renata Maia, Stella, Vanessa de Gusmão
    Moda e Cidade: Vila Madalena
    16. O leitor ( Turma noite)
    Alessandra Horrocks - líder, Maria Carolina, Nicole Piráino, Renata. Moda e Cidade: transporte na cidade
    17. Orlando ( turma noite)Augusto, Gabriela, Lara Ribeiro, Marcos Mansan ( líder), Thais Modesto. Moda e Cidade: Benedito Calixto e Arquitetura na cidade SP.
    18. O Primeiro Amor ( turma noite)
    Bianca, Karina, Pamela, Silvana, Laura, Daniele
    Moda e cidade: Rua Augusta
    2 looks ou
    1 look com sapatos produzido pelo grupo

    PESQUISA CRIAÇÃO E ESTILO: MODA E CIDADE : PESQUISA DE CAMPO

    fotos de jorge fernades

    PESQUISA DE CAMPO (sábado ou durante a semana –entregar na semana 6)
    Mapear os espaços de moda da cidade – tirar fotos e escrever um texto – entregar no cd para publicar no blog.
    MODA E CIDADE Mínimo: 50 imagens do lugar cd com os nomes do grupo. Metodologia: tirar fotos do lugar, coisas interessantes, das ruas, entrar nas lojas, pegar contatos, entrevistar pessoas, olhar o estilo das pessoas. Vitrinas, lojas, cores, movimentos.
    De que maneira a rua permite ter informação de moda? Como coletar informações e sensações na cidade e transformar em produtos de moda?
    · GRUPOS DE MODA E LITERATURA - TAREFA 1:
    Oscar Freire ( 2 grupos)
    · Bom retiro ( 2 grupos)
    · Brás( 2 grupos)
    · Augusta ( 2 grupos)
    · O grafite na cidade( 2 grupos)
    Itaim ( 1 grupo)
    · AV. Paulista ( 2 grupos)
    · Vila Madalena ( 2 grupos)
    · Praça Benedito Calixto ( sábado) ( 1 grupo)
    · Teodoro Sampaio ( 2 grupos)
    · Alameda Lorena (2 grupos)
    Objetivo: montar um guia de pesquisa e postar no blog para todos

    EMENTA PESQUISA, CRIAÇÃO E ESTILO I


    OBJETIVO DA DISCIPLINA PESQUISA, CRIAÇÃO E ESTILO I :

    Pesquisa, Criação e Execução: da roupa-poética em grupo para compor o projeto interdisciplinar Moda e Literatura.

    A disciplina aborda linhas metodológicas que possibilitarão o desenvolvimento de pesquisas ligadas ao objeto moda. Explorar diretrizes para elaboração de construções imagéticas e estimular a prática de pesquisas ligadas ao processo de concepção e execução de projetos de moda.

    Ampliar o repertório cultural do aluno, capacitando-o ao entendimento e uma visão critica sobre o objeto de estudo. Inserir o aluno em linhas metodológicas que possibilitarão seu próprio desenvolvimento de pesquisa.

    Aulas expositivas e Aulas práticas
    Utilização de multimídia para apresentações visuais/imagens
    Análise das construções imagéticas a partir de um filme escolhido em cartaz na cidade. Mapeamento de locais para fazer pesquisa de moda: 25 de março, Bom Retiro, Oscar Freire ( agendar sábado)

    AVALIAÇÃO

    Conteúdo, acabamento, forma e qualidade na apresentação de trabalhos; 10%
    Atividade complementar: Análise das construções imagéticas feitas a partir de filmes, exposições, peças de teatro em cartaz na cidade;
    Responsabilidade e respeito no cumprimento de datas; 10%
    Portfólio em grupo: execução da roupa poética e o caderno de pesquisa 70%
    Prova – Avaliação 100%

    BIBLIOGRAFIA

    CALVINO, Í. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.
    DEMPSEY, A. Escola, estilos e movimentos. São Paulo: Cosac Naify, 2003.
    GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar. Rio de Janeiro: Editora Record, 2001.
    JONES, S. J. Manual do estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2005.
    MULLER, F. Arte e Moda. São Paulo: Cosac Naify, 2000.

    COMPLEMENTAR

    BRANDSTANTTER, C. Klimt & A Moda. São Paulo: Cosac Naify, 2000.
    ECO, U. História da feiúra. São Paulo: Record, 2007.
    PONTY, M. M. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
    SALLES, C. A. Redes da criação: A construção da obra de arte. São Paulo: Editora Horizonte, 2006.
    WIGAM, M. Pensar Visualmente. Barcelona: Editorial Gustavo Gil, 2007

    CRONOGRAMA

    TURMAS DA TERÇA FEIRA

    1 AULA
    Apresentação da disciplina, bibliografia e metodologia
    Projeto Moda&Literatura internacional - Autores e obras/ Normas do projeto
    2 AULA
    Articular as diversas linguagens artísticas como campo de possibilidades de pesquisa para a moda.
    3 AULA
    Orientar a aplicação instrumental de pesquisa aos projetos de moda desenvolvidos
    Conhecer os métodos e as técnicas de pesquisa existentes e a operacionalização dos mesmos pelo pesquisador de moda.

    COMEÇAR A LER OS LIVROS
    Divisão dos grupos dos projetos – começar a leitura e pesquisa do livro.
    Projeto Moda&Literatura internacional - Autores e obras/ Normas do projeto

    4AULA
    MODA E CONEXÕES COM A ARTE

    5AULA
    Trabalhar a visão critica do aluno e orientação dos projetos

    6 AULA
    MODA E CIDADE / URBANO/ PESQUISA DE MODA

    7 AULA
    Entregar o cd com todas as imagens MODA E CIDADE em jpg com boa resolução e o texto com 2 páginas no mínimo, escrito com o nome do grupo, localização, impressões de moda e uma foto do grupo;
    Mínimo 50 fotografias.

    Orientação dos grupos MODA E LITERATURA

    8AULA
    Orientação dos grupos - Apresentação da proposta da execução da roupa ( croqui, layout, ficha)
    Apresentação dos projetos do grupo - imagem e visual
    9 AULA
    Execução da roupa: orientação
    10AULA
    Execução da roupa: orientação - Apresentação da primeira versão do caderno
    11AULA
    Execução da roupa: orientação
    12 AULA
    Execução da roupa: orientação
    13AULA
    Entrega da roupa executada e do caderno de pesquisa
    14AULA
    Avaliação -Prova
    15AULA
    Desfile da roupa poética- resultado do projeto Moda & Literatura
    16AULA
    Avaliação -qualitativa e quantitativa dos resultados
    17AULA
    Revisão para o exame
    18AULA
    Exame final


    TURMA DA SEXTA-FEIRA
    1 AULA
    Apresentação da disciplina, bibliografia e metodologia Projeto Moda&Literatura internacional - Autores e obras.
    2 AULA
    Articular as diversas linguagens artísticas como campo de possibilidades de pesquisa para a moda.
    3AULA
    Orientar a aplicação instrumental de pesquisa aos projetos de moda desenvolvidos
    Conhecer os métodos e as técnicas de pesquisa existentes e a operacionalização dos mesmos pelo pesquisador de moda.
    Divisão dos grupos dos projetos – começar a leitura e pesquisa do livro.
    Projeto Moda&Literatura internacional - Autores e obras/ Normas do projeto
    4 AULA
    MODA E CONEXÕES COM A ARTE
    5 AULA
    Trabalhar a visão critica do aluno e orientação dos projetos
    6AULA
    MODA E CIDADE / URBANO/ PESQUISA DE MODA
    7AULA
    Entregar o cd com todas as imagens MODA E CIDADE em jpg com boa resolução e o texto com 2 páginas no mínimo, escrito com o nome do grupo, localização, impressões de moda e uma foto do grupo;
    Mínimo 50 fotografias do projeto MODA e CIDADE
    Orientação dos grupos MODA E LITERATURA
    8AULA
    Orientação dos grupos MODA E LITERATURA
    9AULA
    Execução da roupa: orientação
    10AULA
    Execução da roupa: orientação - Apresentação da primeira versão do caderno
    11AULA
    Execução da roupa: orientação
    12 AULA
    Execução da roupa: orientação
    13AULA
    Entrega da roupa executada e do caderno de pesquisa
    14AULA
    Desfile Moda&literatura ( FMU)
    15AULA
    Avaliação -Prova
    16AULA
    Avaliação -qualitativa e quantitativa dos resultados do projeto
    17AULA
    Revisão para o exame
    18AULA
    Exame final
    19AULA
    Entrega de nota



    BLOG DO DESFILE MODA E LITERATURA:
    http://www.youtube.com/watch?v=PmZHlr70Q8c

    EMENTA MODA E ESTILO CONTEMPORÂNEO

    Foto de Flávia Saraiva - inspirada nos anos 20 - na cantora
    Josephine Baker e em Kiki Montparnasse musa dos pintores dos anos 20.


    Incentivar os alunos a pesquisas, leituras e reflexões, aquilatando seus conhecimento,
    para sua aplicação em projetos de moda. Ênfase nas últimas coleções internacionais e nacionais (seminários).

    EMENTA

    Visão global da transformação da moda, da I Guerra Mundial até o início do século XXI.
    Fornecer informações fundamentais para o entendimento das mudanças na moda, de acordo com as necessidades e inovações ocorridas em cada momento histórico, aguçando a percepção dos alunos para entender o presente e construir o futuro, resgatando o passado.

    CONTEÚDO( SUJEITO A MUDANÇAS)

    1 aula
    Apresentação da disciplina, bibliografia e metodologia

    2 e 3 aula

    Anos 20: características marcantes (fatos históricos, padrão visual, criadores de moda, modas feminina e masculina) - Escolher e sortear os grupos do seminário dos estilistas.
    Anos 30: características marcantes.

    4 aula
    Anos 20 e Anos 30 : características marcantes.
    Anos 40: características marcantes.



    5
    Anos 50: características marcantes. Anos 40: características marcantes.
    Seminário: grupo 1 - apresentação de grifes 18/03

    6
    Anos 50: características marcantes.
    Seminário: grupo 2 - apresentação de grifes 25/03
    7
    Anos 60: características marcantes. Seminário: grupo 3 - apresentação de grifes. 01/04
    8
    Anos 60: características marcantes. Seminário: grupo 4 - apresentação de grifes. 08/04
    9
    Anos 70: características marcantes. Seminário: grupo –5 apresentação de grifes. 15/04
    10
    Anos 70: características marcantes. Seminário: grupo 6 – apresentação de grifes. 22/04
    11
    Anos 80: características marcantes. Seminário: grupo 7 – apresentação de grifes. 29/04
    12
    Anos 80: características marcantes. Seminário: grupo 8 – apresentação de grifes. 06/05
    13
    Anos 90: características marcantes. Seminário: grupo 9 – apresentação de grifes. 13/05
    14
    Anos 90: características marcantes. Seminário: grupo 10 – Avaliação dos seminários 20/05
    15
    Avaliação Semestral - Prova
    16
    Correção e entrega de notas da segunda chamada
    17
    Revisão para o exame
    18
    Revisão do exame
    19
    Exame final

    METODOLOGIA

    Aulas expositivas, aulas práticas (apresentação e/ou construção de roupas de época).
    exibição de DVDs de filmes e documentários, pesquisas em sala de aula de livros e revistas (biblioteca e acervo particular).

    Apresentação de seminários em grupos de trabalho, (grifes internacionais e nacionais previamente selecionadas, incluindo estudo de referências históricas).
    Prova escrita, conforme calendário escolar. Trabalhos individuais (atividade complementar) e em grupos (seminários). Participação e assiduidade.

    BIBLIOGRAFIA

    BAUDOT, François. Moda do Século. São Paulo: Cosac Naify, 2008. 4ª edição.
    JONES, Sue Jenkyn. Fashion Design: manual do estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2007. 2ª reimpressão.
    LAVER, James. A Roupa e a Moda: uma história concisa. São Paulo: Cia. das Letras, 2008. 11ª reimpressão.
    SEELING, Charlotte. Moda, o Século dos Estilistas: 1900-1999. Colonia: Könemann, 1999.
    COMPLEMENTAR:
    LIPOVETSKY, Gilles e ROUX, Elyette. O Luxo Eterno: da idade do sagrado ao tempo das marcas. São Paulo: Cia. das Letras, 2008. 3ª reimpressão.
    O’HARA, Georgina. Enciclopédia da Moda. São Paulo: Cia. das Letras, 2007. Nova edição.
    VINCENT-RICARD, Françoise. As Espirais da Moda. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra S/A, 2008. 5ª edição.

    EMENTA DA DISCIPLINA ESTUDOS DO CORPO- PROF. JO SOUZA

    Os estudos do corpo são imprescindíveis para o entendimento da essência da indumentária e da moda. A partir da utilização de um conjunto de procedimentos: estudo de anatomia e do movimento, técnicas de consciência corporal, jogos de percepção, aprendizado de artes cênicas (dança e teatro) das artes visuais e de estudos teóricos, a disciplina pretende despertar o conhecimento, a experiência e a reflexão sobre o corpo humano, bem como o seu funcionamento estrutural, histórico, sensorial e poético.

    Avaliação continuada considerando:

    • Presença, freqüência e participação nas práticas propostas 30%
    ( em sala, cinema, fotografia, diário do corpo). • Trabalho em grupo – seminário 50% • Presença nos 2 espetáculos programados (dança e teatro) 20% • Prova 100% • Presença nas atividades programadas: teatro, cinema, dança
    Bilhete da entrada – relatório- construção da imagem no diário;

    • Diário do corpo ( caderno de notas) Criatividade, percepção, trechos, imagens, desenhos, poesias, cotidiano, textos co-relacionados com o corpo. (no mínimo 2 laudas por aula).
    Ver o diário de Frida Khalo. ( Livraria Cultura)

    Organização, conexões com o tema e criatividade. • Seminários em grupo de 5 pessoas: Co-relação entre o Corpo, cotidiano e o livro :
    CALVINO, Ítalo. Seis propostas para o próximo milênio

    • Fazer o email da turma – responsável passar pra mim.

    Aulas ( sujeita a mudanças, sem os feriados)

    1 Apresentação 2 A estrutura do corpo a partir da anatomia 3 A estrutura do corpo a partir da anatomia 4 O movimento e a relação do corpo no cotidiano 5 O movimento e a relação do corpo no cotidiano 6 O corpo em ação artística 7 O corpo em ação artística 8 Percepções sensoriais 9 Percepções sensoriais 10 Análise e reflexão de um espetáculo teatral 11 A construção das imagens do corpo contemporâneo 12 Análise e reflexão de um espetáculo de dança 13 Apresentações dos seminários e entrega do relatório 14 Apresentações dos seminários e entrega do relatório 15 Apresentações dos seminários e entrega do relatório 16 Avaliação da disciplina - PROVA 17 Revisão do exame e entrega das notas da prova 18 Exame 19 Entrega de notas


    METODOLOGIA •Teóricas e práticas Aulas expositivas, análise e reflexões sobre a teoria e a prática realizadas do conteúdo programado. Exercícios dirigidos em sala de aula e orientação aos grupos de seminário. • Utilização de multimídia para apresentações visuais/imagens • Análise de peças de teatro, dança, filmes...

    BIBLIOGRAFIA

    CALVINO, Ítalo. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. S
    ALTZMAN, Andrea. El cuerpo disenado. Sobre la Forma en el proyecto de la vestimenta. Buenos Aires: Paidos, 2004.
    MUNIZ, Roseane. Vestindo os nus: o figurino em cena. São Paulo: Editora SENAC, 2004

    Complementar

    GELB, Michael. O aprendizado do corpo - Introdução a Técnica de Alexander. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
    GODARD, H. Gesto e percepção. Tradução: Silvia Soter. Rio de Janeiro: Lições de dança, 2001. ECO, Umberto. A história da beleza. São Paulo: Cia. Das Letras, 2007.
    ECO, Umberto. A história da feiúra. São Paulo: Cia. Das Letras, 2007. PAPE, Lygia. Gávea de Tocaia. São Paulo: Cosac & Naify, 2000.
    VILLAÇA, Nízia. Edição do corpo: tecnociência, artes e moda. São Paulo: Estação das Letras, 2007

    TAREFAS:

    Semana 1 e semana 2:
    Assistir: O filme O curioso Caso de Benjamin Button e construir uma imagem (reflexão), usando a criatividade o resultado colar no caderninho.

    Temas para serem abordados na imagem e no relatório da atividade complementar:
    Corpo /Tempo/ Amor / Movimentação/ Ritmo/ Nascer e morrer ciclo/ Contemplação/ Compaixão/ Gestual/ Bio-psico-socilógico/Gravidade e a roupa;

    Levar o caderno de notas do corpo ( procurar o rapaz que vende livros no pátio);

    Observação:

    Guardar os bilhetes do cinema, teatro e dança ( será mais fácil a justificativa da atividade complementar)

    Escrever no diário com caneta preta ( tinteiro) ou lápis 3b ou 4b ou 5b

    Exercícios práticos em sala:

    Melhorar a percepção do corpo no cotidiano;
    Encontrar o seu próprio eixo;

    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

    PESQUISA, CRIAÇÃO E ESTILO

    Começou a Première Vision Pluriel
    Luminosidade sustentável na moda é meta na feira
    11/02/2009

    A edição primavera-verão 2010/2011 da Première Vision Pluriel começou ontem, 10, no Parque de Exposições Villepinte, em Paris, reunindo 1200 expositores nos seis salões (Première Vision, Indigo, Expofil, ModAmont, Zoom by Fatex e Le Cuir).Contudo, o número de visitantes ficou um pouco abaixo das expectativas no 1º dia, pois um temporal de vento que fechou os aeroportos da cidade, algo que não acontecia desde 1974, impediu a chegada de muita gente, situação já normalizada.Ao percorrer os corredores, a primeira impressão é que a criatividade dos fabricantes foi sacudida com a crise, mas no bom sentido. A luminosidade, principal tendência captada pelo Comitê de Moda da Première é um exemplo disso, sendo que simbolicamente representa a luz no fim do túnel.Segundo Pascaine Wilhem, líder do comitê, há muita boa intenção e generosidade nos tecidos. “Eles transmitem a ideia de que é possível projetar um mundo melhor", comentou ela.Reconhecimento e idealismo, racionalidade e emoção são algumas das ideias que refletem o tipo de contraste que se vê na moda idealizada para a temporada de verão. Uma ideia que se traduz como uma provocação pacífica e sutil, onde ganham destaque as conexões entre volumes e materiais, com novas dinâmicas de cores em associações gráficas, quase simbólicas.Como valores a ser realizados, a Première aposta na sustentabilidade e luminosidade, onde a simbiose entre materiais, cores e estruturas é uma visão clara.UseFashion

    quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

    ESTUDOS DO CORPO: LER E COMENTAR

    Melanie Berliet, a jornalista da revista ´Vanity Fair´, e as intervenções sugeridas em seu corpo: absurdo

    Foto: Reprodução.

    11/02 - 22:00 - A revista norte-americana "Vanity Fair" fez um teste para saber até onde vai a vaidade das mulheres e o bom senso dos médicos. A publicação enviou Melanie Berliet, uma de suas jornalistas, que tem o corpo aparentemente perfeito, para consultas com três cirurgiões plásticos superbem conceituados nos Estados Unidos.

    O resultado foi assustador. * No total, foram sugeridas oito plásticas: aumento dos seios e simetria dos mesmos, lipoaspiração na cintura, no quadril e nas pernas, preenchimento labial, rinoplastia e botox na testa. O fato em si fica ainda mais chocante quando comparado com a foto da repórter.

    Confira você mesmo!

    http://glamurama.uol.com.br/notas/

    Mara Maia - jornalista de Moda ( indica a matéria acima)

    quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

    ALUNOS DA FMU: EDITALCONCURSO DOS NOVOS - DRAGÃO FASHION BRASIL

    EDITALCONCURSO DOS NOVOS - DRAGÃO FASHION BRASIL 2009.

    LOCAL: Centro de Convenções de Fortaleza.PERÍODO: 5 a 9 de abril de 2009.ORGANIZAÇÃO: Equipe de Produção.

    REGULAMENTO

    1. APRESENTAÇÃO:Assumindo um perfil democrático, o DRAGÃO FASHION BRASIL propõe às instituições de ensino de moda e design uma parceria através de suas oficinas de criação. Istopossibilitará aos alunos uma experiência profissional de trabalho em grupo,transformando o concurso individual em uma ação de coletivos. Sob a orientação de seucorpo docente, cada instituição selecionada desfilará sua coleção no Centro deConvenções, integrando o line-up e concorrendo ao prêmio definido pela organização do evento.2.

    QUEM PODE PARTICIPAR:Instituições com cursos de formação em Moda e/ou Design (nível técnico e superior),formando grupo de alunos que estejam matriculados e cursando faculdade ou curso deformação em moda e/ou design.3.

    PARA PARTICIPAR:3.1. Cabe a Instituição eleger uma equipe representante com o número máximo de 10 (dez) alunos e o mínimo de 5 (cinco) alunos. 3.2. A equipe deverá estar sob a orientação de um ou mais profissionais do corpodocente da instituição de ensino. Cabe a instituição eleger dentre estes, o nome deapenas um orientador geral, que ficará responsável por manter contato com aorganização do evento a fim de esclarecer toda e qualquer dúvida de ambas as partes.3.3. Os participantes da equipe deverão estar divididos dentre as seguintescategorias/funções:

    1) Estilo (criação & pesquisa);
    2) Desenvolvimento de produto (modelagem & montagem)
    3) Projeto gráfico;4) Styling/produção de moda

    Todas as categorias devem ter no mínimo 1 (um) representante.


    4. TEMA: Cultura Brasileira


    5. COMPOSIÇÃO DO TRABALHO:5.1. Ficha de inscrição devidamente preenchida, contendo todos os dados solicitados;5.2. Breve release justificativo referente ao tema proposto;5.3. Criação de sete looks femininos e/ou masculinos, representados através do desenho de moda (croquis);5.4. Representação plana das peças que compõem cada look com suas especificações técnicas (frente e verso, se necessário, desenho dos detalhes).


    Rua Filadélfia, 626 - Luciano Cavalcante. Fone 55 85 3261.3656 / fax 55 85 3261.9584 CEP 60 811-120 Fortaleza – Ceará www.dragaofashion.com.br 5.5. Especificação e representação de make-up, acessórios e calçados; 5.6. Cartela de cores e tecidos;5.7. O trabalho não pode conter nenhuma identificação (nomes dos alunos e/ouinstituição). A identificação dos trabalhos será feita através de número aleatório no atoda inscrição.5.8. Um look completo confeccionado conforme desenho e especificações propostos, no tamanho 38.6.


    A SELEÇÃO:6.1. Primeira etapa.Os trabalhos serão avaliados por uma banca formada por profissionais de moda/designe áreas afins (jornalistas, artistas etc.), convidados pela organização do evento e que nãotenham vínculos com as instituições participantes.-O resultado dos trabalhos será divulgado através do site do Dragão Fashion Brasil e daimprensa local.- Serão classificadas no máximo 8 (oito) instituições finalistas. - As notas das duas etapas de avaliação serão somadas para chegar ao resultado final.6.2 Segunda etapa-As instituições finalistas deverão confeccionar todos os sete looks e apresentá-los em desfile durante o evento Dragão Fashion Brasil 2009.

    AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS:7.1 Primeira etapa – Projeto gráfico e um look completo (peça piloto e acessórios). Critérios de avaliação dos trabalhos:- Tema;- Criatividade;- Coerência com o tema proposto;- Cartela de cores e tecidos;- Qualidade da apresentação gráfica;- Qualidade do produto final – Modelagem e montagem.7.2 Segunda etapa (para as equipes selecionadas na primeira etapa) - Desfile das peçasfinalizadas conforme o tema proposto.Critérios de avaliação:- Tema;- Criatividade;-Coerência com o tema proposto;- Cartela de cores e tecidos;- Styling/produção de moda; - Qualidade do produto final – Modelagem e montagem.


    8. CALENDÁRIO:Lançamento do edital: 13/01/2009.Recebimento dos trabalhos: 26 e 27 de fevereiro de 2009 (com postagem final dosCorreios no dia 26/02/2009).Resultado da seleção: 03/03/2009.Período do evento: 5 a 9 de abril de 2009.9. PRÊMIO:8.1. R$ 5.000 (cinco mil reais) para o grupo de alunos participantes.8.2. Um troféu para a instituição vencedora.10.


    OBSERVAÇÕES:10.1. Todas as despesas para confecção e envio dos projetos e protótipos serão por contados participantes.

    Rua Filadélfia, 626 - Luciano Cavalcante. Fone 55 85 3261.3656 / fax 55 85 3261.9584 CEP 60 811-120 Fortaleza – Ceará www.dragaofashion.com.br 10.2. Os materiais para confecção dos trabalhos podem ser obtidos através de apoio oupatrocínio. A divulgação deste fica a cargo da negociação entre a instituição e aorganização do evento.10.3. A organização do evento não se responsabilizará pela devolução dos trabalhos,ficando estes disponíveis para recebimento na Equipe de Produção após a divulgação doresultado da seleção.10.4. A coleção apresentada não poderá estar vinculada a uma marca comercial.10.5. O não cumprimento da qualquer uma das exigências descritas neste editalacarretará na desclassificação da equipe.10.6. Fica a cargo da equipe organizadora do concurso o repasse de todas asinformações posteriores à divulgação do resultado da seleção.Entrega dos TrabalhosEquipe de ProduçãoRua Filadélfia, 626 –



    Luciano Cavalcante.Cep: 60.811-120Fortaleza – CearáContato:Helena Silveira: helena@dragaofashion.com.br 85-3261-3656 Mark Greiner: mark@markgreiner.com.br 85-9996-8723 Rua Filadélfia, 626 - Luciano Cavalcante. Fone 55 85 3261.3656 / fax 55 85 3261.9584 CEP 60 811-120 Fortaleza – Ceará www.dragaofashion.com.br
    http://www.dragaofashion.com.br/2009/regulamento/

    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

    PESQUISA, CRIAÇÃO E ESTILO: Verão 2010

    Um pouco do que irá permear as criações do denim, brins e sarjas no verão de 2010.
    Inovadora em termos de tecnologia, a Cedro, uma empresa com cerca de 130 anos de história e uma das principais organizações brasileiras têxteis com capital 100% brasileiro, inova mais uma vez e lança em primeira mão as tendências para denim, brins e telas para o Verão 2010. Como já apresentado aqui, no Portais da Moda, a referida empresa mineira lançou seu novo book, edição Verão 2010, que já está sendo apresentado pela equipe de marketing ao mercado e, no próximo mês de fevereiro, será divulgado na e 21ª edição da Colombiatex, que acontece de 27 a 29 de janeiro, na Plaza Mayor, em Medellín, Colômbia. É importante salientar que a Cedro produz cerca de 168 milhões de metros quadrados de tecido por ano que compõem um mix tanto na linha Moda quanto na linha Profissional e Técnica.

    Produto feito com o Cedroflat Bankok da Cedro. Foto:DivulgaçãoEm entrevista com a gerente de Marketing Moda, Cássia Silveira e com o responsável pela parte de pesquisas Eduardo Souza, o Portais da Moda buscou informações sobre as tendências para o denim, sarja e o segmento em geral para o verão de 2010. O trabalho de pesquisa para a elaboração do book contou com uma consultoria internacional especialmente contratada pela Cedro buscando informações na Europa e Japão. O foco foi dado a tecidos versáteis, com inúmeras possibilidades de tingimentos e acabamentos: principal necessidade das indústrias de confecção brasileiras. Cássia, afirmou que a empresa apostou em cores, tecidos de densidades leves e, a grande tendência são os tecidos com stretch. As macrotendências que deram o tom para a coleção são: Cosmopolitan e Art’s Cool. Na primeira, o conceito revela um ambiente urbano, com espaços arquitetônicos e o surgimento de tribos urbanas numa demonstração de diversidade e busca pela identidade. Denim com densidades leves; em tons acastanhados e acinzentados; tecidos com strech e o estilo esportivo aliado ao vintage são representantes dessa vertente. A Art’S Cool, por sua vez, apresenta a idéia de valorização da liberdade artística das décadas de 50 e 60, com influências do rock, hippies e das artes plásticas. Nela, aparecem tecidos em cores, com diversas variações de textura, rajados ou rings, cross e até efeito empapelado. A paleta de cores apresenta azul claro, índigo intenso, cores explosivas presentes na arte muralista de Basquiat e principalmente tons de coral.Em termos de lavagens, Eduardo Souza destacou que as principais serão os pigmentos “respingados” (aqueles que se assemelham a “respingos” de tinta), tye dye em cores vibrantes, ombré (do francês –sombra) ou dip dye, técnica de degradê. Os desgastes naturais, aqueles feitos em locais onde geralmente há desgaste na peça, vão de encontro a uma forte tendência do mercado mundial que é a valorização do natural (uma contra-tendência do exagero dos últimos anos) e valoriza os fundos escuros, em tons de azul retrô. Brilhos e encerados também são grandes apostas da tendência Cosmopolitan e prometem ocupar espaço nas passarelas do Verão 2010. Aspectos sujos e empoeirados, rasgos, puídos e tye dye ficam por conta da tendência Art’s Cool. Bigodes e lixados não apresentam disposição para o Verão 2010.

    Produto feito com o Cedropaper Strech da Cedro. Foto:DivulgaçãoUma espécie de efeito “clean”, mas não na sua totalidade, será marcante, ficando evidente na diminuição dos aviamentos utilizados no acabamento da peça. Grande ênfase será dada aos zíperes de metal colorido com 4 ou 5 terminais; botões formato “futuro-retrô”, ou seja, botões em formato semelhante aos da década de 50 e 60 mas elaborados com materiais atuais e altamente tecnológicos; aplicações de tachas e rebites. Alguns detalhes representantes da temática Art’s Cool tendem para cobres envelhecidos, pedrarias foscas, alfinetes e couro. As variações das formas decorrentes da modelagem serão muitas. Desde a super Skinny até calças trumpet e boca de sino. O grande destaque ficará por conta da última que entrará forte na estação mais quente de 2010 e é promessa “hit”. A super skinny, por usa vez perde a sua força com uma menor participação no mix das coleções das confecções. Ainda sobre modelagem, vale salientar a volta da cintura no lugar - em contra partida da cintura quase no nível do busto utilizada nas últimas temporadas – e os bolsos que ganham formatos diferentes e recortes elaborados. Eduardo Souza apontou como peça-chave, destaque nas principais passarelas internacionais, a skinny relaxada, altamente confortável, de fácil vestibilidade. A calça sarouel, por sua vez, poderá continuar a ser utilizada, principalmente por conta da influência oriental da novela da globo “Caminho das Indias” (assim como pequenos bordados isolados, estampas em foros de bolso e sarjas estampadas), mas perde a sua força também. A vez mesmo é da calça “boyfriend size”, entronizada pela atriz Kate Holmes e que foi a peça que mais apareceu nos desfiles de Nova York e Londres.Para mais informações sobre tendências e como adquirir os produtos da Cedro, acesse o site: http://www.cedro.com.br.

    Danusa Spricigo Pasqual Redação